20 de Abril de 2018
Gestão de Negócios

6 perguntas sobre Lean Startup e insights para iniciantes

Tema de workshop gratuito na Digital House, o método propõe jeito ágil e rápido de criar um modelo de negócio.

Erre logo, conserte rápido: esta é a mentalidade lean. Do inglês, lean significa “enxuto”. Trata-se de um jeito mais ágil, adequado aos novos tempos, de estruturar um negócio. O assunto é tema do próximo workshop da Digital House, marcado para o dia 24/04. O diretor acadêmico Edney Souza, que conduzirá o encontro, antecipa alguns insights. Inscreva-se agora. Vagas limitadas!

1. O que é Lean Startup?

Até bem pouco tempo, planos de negócios eram documentos enormes, que levavam muito tempo para serem feitos. Depois, surgiu o Business Model Canvas, que sintetiza tudo em uma folha, com 9 aspectos principais do plano. O Lean Canvas é uma versão modificada com foco em agilidade de implantação. Tem como objetivo simplificar o processo e deixar de lado, em um primeiro momento, tudo o que é secundário. Lean Startup é um método idealizado em 2011 por Eric Ries, empreendedor do Vale do Silício.

2. De acordo com o Lean, o que é mais importante em um novo negócio?

O mais importante é lançar um produto, observar a reação do público e ajustá-lo de forma eficiente. Ou seja: você pode inaugurar um serviço, um mercado ou produto sem saber exatamente como o consumidor reagirá, apenas partindo de hipóteses. A forma segura de fazer isso é definir um “produto mínimo viável”, em inglês MVP (minimum viable product).

3. Pode explicar o que é MVP?

É a versão mais simples possível do seu produto. Crie, lance e teste com seu público. A partir disso, realize os ajustes e teste novamente. É um ciclo: construir, mensurar o resultado, aprender com a experiência. Acontece muitas vezes, nesse processo, de o negócio mudar completamente. Chamamos isso de “pivotar”: trata-se de um termo inspirado no basquete, quando o jogador faz um giro e muda a direção da bola.

4. Quais são as outras vantagens do método Lean?

Quando vivíamos na era pré-internet, na idealização de um novo negócio a ideia valia muito. Hoje, não importa tanto a ideia, mas COMO você irá executá-la e seu diferencial competitivo. O Lean ajuda nessa compreensão.

5. O método Lean só funciona para startups?

Há usos diferentes para o termo startup no Brasil e nos Estados Unidos. Lá, está sempre ligado a empresas que usam a tecnologia para escalar o negócio. Lembrando que tecnologia não é só software, mas também metodologia. No Brasil, tem-se o costume de chamar de startup toda empresa pequena. Dizer que isso está errado poderia soar arrogante, mas é importante fazer essa diferenciação. O Lean serve para todo tipo de empresa. O método acaba tendo uma relação com empresas de tecnologia porque, quando se trata de um software, é muito fácil ajustar algo na programação e disponibilizar o produto novamente. Diferente de um negócio físico, por exemplo.

6. Como é a dinâmica no workshop da Digital House? É preciso ter uma ideia de negócio para participar?

O workshop é um exercício de modelo de negócio. Montamos grupos com pessoas de áreas diferentes, não precisa ter nenhum conhecimento em tecnologia ou empreendedorismo. Qualquer interessado pode participar. Acompanhamos as turmas, damos orientações e colaboramos para o entendimento do Lean Canvas. Nesses workshops, observo comportamentos muito comuns: há sempre gente muito apegada às próprias ideias ou que pensa de um jeito muito antigo. O evento dá uma chacoalhada nisso. Quem participar verá que nem sempre é preciso um extenso plano de negócios para colocar uma ideia de pé. Pelo contrário.

Comentários