10 de Outubro de 2018
Marketing Digital

Marketing de nicho: o que é, como e quando explorar?

Trabalhar com um público alvo restrito pode trazer muito mais sucesso do que começar com públicos grandes e genéricos, se seu marketing de nicho for feito da maneira correta

Quantas lojas online de roupas e calçados você conhece? Quantos resultados surgem em uma busca para “hamburgueria em são paulo”? Algumas áreas do mercado parecem estar completamente saturadas, com uma alta concorrência e grande dificuldade de conseguir se destacar em um mar de serviços iguais. Esse é um fenômeno esperado, afinal, é muito fácil criar uma loja online, e quem não gosta de ver a foto de um delicioso hambúrguer perto da hora do almoço?

Mas sim, muitos mercados e, consequentemente, ideias estão saturados. E é nesse momento que o Marketing de Nicho se mostra uma solução não só viável e interessante, como também lucrativa. A ideia é trabalhar com um público específico, com necessidades bastantes particulares e mostrar que seu produto é exatamente o que ele está procurando.

Atender a uma demanda específica de um pequeno grupo parece estranho porque nossa ideia de sucesso está muito atrelada a grandes volumes de venda, mas se você consegue sanar essa necessidade de menor escala, seus clientes estarão dispostos a pagar mais por uma solução definitiva e que os contemple 100%.

Ao mesmo tempo, seus esforços e investimentos em divulgação são menores, já que você não precisa atingir um número tão grande de pessoas. E se seu produto for realmente o que este nicho procura, seus clientes se tornarão defensores fiéis de sua marca.

Começar pequeno não significa continuar pequeno, mas ser considerado referência em uma determinada área é crucial para ter sucesso em seu marketing de nicho. Por exemplo, em 1939, dois amigos criaram em sua garagem um instrumento para auxiliar em testes de som chamado oscilador de áudio. Somente engenheiros da área utilizavam esse aparelho tão específico. Com o sucesso dessa ideia, que foi inclusive vendida para ninguém menos que Walt Disney, nasceu a gigante da informática HP.

Como e quando explorar o marketing de nicho?

O primeiro passo para uma estratégia de sucesso com um nicho de consumidores é estudar muito o mercado, seus concorrentes, suas necessidades e falhas. Existem empresas que já atuam nesse nicho? Elas conseguem atender à demanda de forma satisfatória? O que os clientes dizem sobre esse serviço?

O segundo passo é estudar muito o produto e seus diferenciais. Em qual nicho ele se encaixa melhor? Quais são as soluções diferenciadas que este produto traz? Como ele surgiu, qual sua história, do que ele é composto? É preciso ser um referência no assunto e entender muito mais dele do que seus concorrentes. Os clientes buscam os experts, pois o conhecimento transmite confiança.

É importante entender que as ideias de nicho e segmento são diferentes. O segmento é bem mais amplo e o nicho é nada mais que um recorte de uma segmentação específica. Ou seja, você precisa ir muito além de idade, sexo, cidade e comportamento de consumo.

Depois de conhecer tudo o que você precisa sobre seu público e sobre seu produto, está na hora de sentir a temperatura do mercado. Timing também é importante na hora de aplicar sua estratégia de marketing de nicho, afinal de contas, seu nicho está passando por um momento economicamente saudável?

Se houvesse, por exemplo, uma crise no mercado de engenharia de som em 1939, será que hoje teríamos a empresa HP? Garanta que a pessoas que têm interesse em comprar seu produto ou serviço estão dispostas a investir nisso no momento em que você está ofertando.

O caminho inverso: do macro ao micro

Vale ressaltar que grandes empresas também podem se beneficiar muito do marketing de nicho. Empresas brasileiras consolidadas como Natura e Marisa estão explorando novos nichos de mercado com estratégias diferentes.

A primeira está investindo em lojas físicas, algo que foge totalmente da tradicional forma de venda com representantes comerciais e as famosas revistinhas. Já a Marisa está fazendo justamente o caminho inverso e investindo em vendas “de porta em porta” para complementar a rede de lojas físicas.

A maior vantagem do marketing de nicho é entrar em uma fatia do mercado que não está sendo explorada por seus concorrentes e oferecer a solução certa para um grupo de pessoas com necessidades mercadológicas específicas. E se feito da maneira correta, a valorização e crescimento de sua empresa também serão certeiros.

Comentários