06 de Setembro de 2018
Marketing Digital

Primeira turma de Marketing Digital se forma. Saiba o que os alunos acharam do curso

Curso de Marketing Digital da Digital House já tem efeito positivo na carreira dos alunos

No processo de mudar o mercado de trabalho, o marketing digital também muda pessoas e suas trajetórias profissionais. É o que fica claro após uma conversa com alguns estudantes da primeira turma do curso de Marketing Digital da Digital House.

Um grupo com vivências diversificadas no mercado de comunicação iniciou o ciclo de aulas em abril deste ano e, como mostra a experiência do aluno Rafael Buchalla, 32, saiu de lá com os horizontes expandidos.

Gerente de marketing da startup de tecnologia Qiwi Brasil, Buchalla decidiu fazer o curso para acompanhar uma tendência de mercado — mas, além disso, viveu uma verdadeira transformação.

“Hoje eu posso fazer uma campanha digital, o que é essencial ao meu trabalho. Tive muitas descobertas em relação ao Google, ao Facebook e a diversas [outras] possibilidades digitais”, conta.

Assim que o curso se encerrou, Buchalla aplicou conhecimentos em seu trabalho e teve sucesso com campanhas no Facebook. Dentre elas, uma campanha de jogos que trouxe aumento de vendas em 60%.

“A oportunidade [de crescimento] surgiu quando coloquei em prática o que aprendi no curso. Isso foi fundamental. Estou muito mais capacitado a atuar nesse ramo, aceitar novos desafios no ambiente digital e intensificar [meu foco] cada vez mais em marketing.”

Marketing Digital para empreendedores

Jornalista e produtor audiovisual, Paulo Meira, 36, se viu buscando novas oportunidades e conhecimentos diante crise do mercado brasileiro de jornalismo. Agora, como microempresário, une sua experiência de 20 anos em produção de TV com conteúdo para plataformas digitais.

“A Digital House me proporcionou um conhecimento profundo, que agregou muito”, relata.

Paula Caires, 34, também é jornalista e microempreendedora e ressalta a importância da experiência dos professores.

“Eu gostava bastante de, por exemplo, ter uma aula de Facebook com o cara que trabalhou no Facebook; ter uma aula de Google com um cara que trabalhou no Google. São coisas bacanas porque eles conhecem a alma da ferramenta e trazem informações relevantes e que são de bastidores”, conta.

Outro aspecto positivo da experiência é o material de apoio — que, brinca a jornalista e relações públicas, ele próprio poderia render outro curso.

“O curso para mim ainda vai continuar”, conta. E não apenas para ela: Buchalla também pretende aproveitar as portas abertas da escola para dar suporte aos alunos após o término das aulas.

Diferenciais da Digital House

“O acesso aos professores é muito bom e o suporte que os alunos têm antes, durante e depois do curso é um grande diferencial”, conta Letícia Lyria Freire, coordenadora de mídia e professora da DH.

Outro aspecto do curso, ressalta a profissional, é que cada aluno recebe uma metodologia exclusiva.

“Iniciamos as aulas com alguns alunos totalmente crus em marketing, inclusive que trabalhavam em outras áreas, como Direito, e ingressaram no curso pra mudar de carreira”, conta.

O que não os impede de serem acolhidos e se unirem à comunidade da DH. “Não é como se estivessem fazendo apenas mais um curso em mais uma escola”, diz. “O ambiente é totalmente diferente. A sensação é de que você está em família.”

Quero saber mais sobre o curso
Comentários